Carta aos brasileiros

Publicado em 27 de outubro de 2010

Prezados amigos da Amazônia,

Em nome de meu povo, minha aldeia e todas as demais comunidades da Bacia do Rio Xingu, escrevo para pedir o seu apoio na tentativa de impedir a construção da usina de Belo Monte. A qualquer momento, o governo federal pode dar início à construção da usina, causando impactos irreparáveis às nossas comunidades, ao meio ambiente e ao clima global. Estamos em um momento crítico da campanha para suspender esta hidrelétrica e é essencial que os cidadãos brasileiros se mobilizem para defender a Amazônia e apoiar os direitos dos povos indígenas.

O Xingu é lar de mais de 25 mil indígenas pertencentes a pelo menos 18 grupos étnicos, como os Juruna, Arara, Xikrin, Kayapó, Xipaya, Kuruaia, Asurini e Parakanã. É também lar de milhares de comunidades ribeirinhas e aproximadamente 100 mil pessoas na cidade de Altamira (Pará) – da qual 1/3 será inundada caso Belo Monte seja construída. Se o projeto for levado adiante, desviará o trecho conhecido como ‘Volta Grande’, um trecho de 100 km que é o berço das civilizações indígenas do Rio Xingu. Essa destruição seria devastadora para os Juruna e os Arara, pois seríamos deslocados em função de inundações ou não sobreviveríamos em nossas terras ancestrais porque nosso rio seria desviado ou secaria, como na Aldeia Pakisamba, onde meus irmãos e irmãs Juruna dependem do rio para pescaria e transporte.

O governo afirma que os Juruna não serão afetados, mas nós não acreditamos. Não fomos consultados e não queremos que falem por nós. Somos contra a esta usina e estamos empenhados em lutar com nossos corpos e almas para defender nossas vidas e a vida de nosso rio. Por favor, junte-se a nós e assine a petição abaixo ainda hoje.

A qualquer momento, o governo federal dará sinal verde para o início da construção de estradas, acampamentos de trabalho e aeroportos, enquanto outras ‘condições ambientais e sociais’ em questão estão sendo avaliadas pelos tribunais. Não podemos deixar que a construção se inicie, pois isso abriria caminho para a primeira de muitas usinas, no mínimo mais 68 delas, a serem construídas na Amazônia brasileira. Mesmo que todas as ‘condições ambientais e sociais’ sejam cumpridas, Belo Monte ainda causará danos irreversíveis e não podemos permitir que isso aconteça. O que precisamos fazer é incentivar nosso governo a defender a Amazônia, a respeitar os direitos de povos indígenas, a investir em eficiência energética e energias alternativas. Por favor, ajude-nos a defender o nosso rio e as futuras gerações assinando a petição abaixo.

http://salsa.democracyinaction.org/o/2486/o/2486/l/por/p/dia/action/public/?action_KEY=4772

Precisamos conseguir 40 mil assinaturas – número aproximado de pessoas que seriam afetadas caso a Usina seja construída – para que possamos entregá-las ao governo federal antes que qualquer obra tenha início.

Muito obrigada por seu apoio!

Pela Amazônia e nossas futuras gerações,

Sheyla Juruna

Comentários (3)

Faça seu comentário

Nome
*obrigatório
E-mail
*obrigatório
Website

Divulgue!