Luta contra usinas no Tapajós ganha site

Publicado em 26 de novembro de 2010

O movimento de resistência ao projeto do governo federal de construir cinco grandes hidrelétricas nos rios Tapajós e Jamanxim, no oeste do Pará, região central da Amazônia brasileira, ganha uma nova ferramenta de informação.

Está no ar o site http://tapajoslivre.org/site/, que traz uma série de documentos sobre os impactos das obras planejadas, além de mapas e imagens sobre o projeto e a região.

A primeira e maior usina do complexo hidrelétrico Tapajós, São Luiz do Tapajós, tem previsão de licitação para o ano que vem. O reservatório previsto é de 722 Km², com uma área de sobreposição ao Parque Nacional da Amazônia e Florestas Nacionais Itaituba I e II de 303,81 Km², ou seja, quase metade do reservatório.

As demais usinas do Complexo também atingirão, em grande medida, Unidades de Conservação na região:

AHE Jatoba: atingirá a APA Tapajós e a FLONA Itaituba I de 150,66 Km²

AHE Cachoeira do Caí: A área de sobreposição do reservatório com as Florestas Nacionais Itaituba I e II e Parque Nacional do Jamanxim será de 429,57 Km²

AHE Jamanxim: terá um reservatório de 74 Km²,  sendo que 41 Km², mais da metade, seriam alagados no Parque Nacional do Jamanxim

AHE Cachoeira dos Patos: Este eixo estaria localizado próximo à BR-163, 6 Km em linha reta, ou seja, existe a possibilidade de atingir esta rodovia federal em diversos trechos com o reservatório e/ou com o aumento do nível dos igarapés. Além disso, seriam atingidos o Parque Nacional do Jamanxim, a APA Tapajós e a Floresta Nacional do Jamanxim, com uma área de sobreposição com o reservatório de 93,93 Km²

Comentários (2)

  • ANA PAULA |

    01/12/2010

    nossa nos com sociedade não devemos calar diante dessa situação ,caros irmãos itaitubenses temos que unir nossas forças e não permeti que isso acontece com nosso grandioso rio nossa riqueza,eu estou no piauí mas estou indignada com esse projeto federal,pois vai beneficiar apenas as empresas e como fica os ribeirinhos?que muitos depedende do rio para sobrevivência,sou contra essa hidreletrica…
    ANA PAULA SILVA

    Responder
  • bruno palhano meira |

    03/12/2011

    eu sou bruno palhano meira eu sou contra a usina hidreletrica no tapajos pq la tem muitas riquezas do brasil
    eu quero 100% proteção da floresta e uma coisa mais lindo do mundo todo nos vamos coida dela pq la e muito lindo altas especes so ve aqui no brasil nos se uni junto nos vence esta luta para proteje esta floresta tão linda e maravilhosa. vamos gente protege esta floresta.

    Responder

Faça seu comentário

Nome
*obrigatório
E-mail
*obrigatório
Website

Divulgue!