Mensagem de Dom Erwin Krautler, bispo da Prelazia do Xingu, aos manifestantes contra Belo Monte

Publicado em 09 de fevereiro de 2011

Irmãs e irmãos reunidos em Brasília para protestar contra a planejada hidrelétrica de Belo Monte!

Lamento não poder fazer-me presente em Brasília, DF, para participar deste grande ato de protesto que manifesta toda a nossa revolta e indignação diante da prepotência do Governo de querer levar adiante um projeto de qualquer jeito, inclusive violando a Constituição Federal, a Magna Carta do Brasil.

Há quase 30 anos lutamos contra esse projeto, pois acreditamos nos povos da Amazônia como verdadeiros protagonistas de sua história e rejeitamos projetos planejados na Capital Federal que não levam em conta a peculiaridade e vocação desta macro-região e desrespeitam a dignidade e os direitos humanos, inclusive os direitos constitucionais dos povos indígenas, dos remanescentes de quilombos e de outras comunidades tradicionais.

Estamos convictos de que o desenvolvimento da Amazônia implica em primeiro lugar no intransigente respeito à vida física e cultural dos seres humanos que nela habitam, mas também na enérgica defesa de sua impressionante e singular bio-diversidade, de suas florestas exuberantes, de seus igarapés, lagos e rios caudalosos, de sua flora e fauna.

Sabemos também que há outras fontes de energia que realmente são “limpas” e capazes de substituir os barramentos de rios da Amazônia com consequências imprevisíveis para toda essa região, para o Brasil e o planeta Terra.

Não aceitamos que o nosso maravilhoso Xingu e outros rios da Amazônia sejam sacrificados por barragens que atingem profundamente milhares de famílias, constituem um dano irreparável para o meio-ambiente e além disso são economicamente  desaconselháveis.

Coragem! Grande abraço!

Altamira, 8 de fevereiro de 2011
Erwin Kräutler, Bispo do Xingu e Presidente do CIMI

Faça seu comentário

Nome
*obrigatório
E-mail
*obrigatório
Website

Divulgue!