Os culpados de Brumadinho

O que poderíamos dizer além daquilo que já foi dito? Que também ficamos em choque aqui no Xingu com a notícia das mortes em Brumadinho?
Publicado em 26 de janeiro de 2019

O que poderíamos dizer além daquilo que já foi dito? Que também ficamos em choque aqui no Xingu com a notícia das mortes em Brumadinho? Que também choramos de dor e de raiva, que também rezamos pelas vítimas, que nos juntamos às correntes dos que não abandonam a esperança de que mais um parente, mais uma pessoa amada tenha escapado do horror do soterramento… desde o primeiro minuto em que o país soube do novo crime da Vale em Minas Gerais, nós aqui no Xingu compartilhamos informações, imagens e tanta, tanta indignação.

A verdade é que nós aqui no Xingu nos sentimos especialmente próximos a Brumadinho porque sabemos bem que, antes da lama, algo tão sinistro quanto atropelou e destruiu o mundo dessas pessoas; porque fizeram o mesmo com o nosso. Cada político, prefeito, governador, ministro, presidente, cada técnico, cada diretor de órgão ambiental, cada juiz, desembargador, cada um deles que passou por cima das leis, que derrubou liminares, que negociou condições, que deu autorizações apesar das denúncias e das ilegalidades, que desqualificou o povo, cada um deles é culpado pelas mortes.

Cada analista, economista, investidor, entusiasta da mineração que falou em desenvolvimento, que hostilizou a nós, movimentos sociais, aos ambientalistas, aos defensores dos direitos humanos, dos direitos dos territórios e dos direitos da natureza, cada um deles que fala em PIB, que pondera que o progresso tem seu preço, é culpado pelas mortes.

A Vale, que acumulou um lucro líquido de R$ 13,51 bilhões no ano passado, mata todos os dias. São atropelamentos ao longo da Estrada de Ferro Carajás, são seus trilhos e linhões que passam no meio de comunidades tradicionais, camponesas e indígenas, são seus dutos que se rompem e contaminam, são condições precárias de trabalho, tudo isso possibilitou R$ 13,51 bilhões de ganhos. É uma opção consciente pelo desleixo, desrespeito, pelas ilegalidades. Cada um dos burocratas que calculou lucros, que optou pelo esculacho, cada administrador público e privado que coadunou com tudo isso, é responsável pelas mortes.

A cada desgraça que se abate sobre os atingidos pela Vale, nós nos sentimos especialmente indignados e aterrorizados aqui no Xingu. Também somos atingidos, porque Belo Monte tem a imundície da Vale no seu DNA. Não queremos falar de nós, neste momento de imensa dor em Brumadinho, mas justificamos nosso pavor por também sermos potenciais vítimas de um projeto minerário em nosso quintal, Belo Sun.

Os políticos, prefeitos, governadores, ministros, juízes, técnicos de órgãos ambientais, analistas, investidores, burocratas, estes que mataram em Minas Gerais, há uma porção deles também no Pará. Quem os deterá? Quem os punirá? Quem vai nos proteger desta lama?

Estes que dizem lamentar do alto de seus postos usurpados, nós os julgamos culpados.

Altamira, 26 de janeiro de 2019
Movimento Xingu Vivo para Sempre

Comentários (1)

Faça seu comentário

Nome
*obrigatório
E-mail
*obrigatório
Website

Divulgue!